Operação Topique

PF faz busca e apreensão no setor de informática da Seduc

A PF investiga, desde o ano passado, crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e crimes de licitação.

30/10/2019 18h04
Por: Redação Portal SRN
Fonte: Cidadeverde.com

Agentes da Polícia Federal deflagraram nesta quarta-feira(30) mais uma fase da operação Topique/Satélites, que investiga fraudes em licitações do transporte escolar. Policiais fizeram busca e apreensão no setor de informática da Secretaria Estadual da Educação, localizada no Centro Administrativo.

 

A PF investiga, desde o ano passado, crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e crimes de licitação praticados por gestores públicos da Seduc e por empresários contratados para prestação de serviço de transporte escolar.

 

Este é o segundo desdobramento da operação em um mês. No final de setembro, os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão na Secretaria de Infraestrutura e no Palácio de Karnak. Na época, foram cumpridos 19 mandados, sendo 18 em Teresina e um em Luís Correia, expedidos pela 3ª Vara da Seção Judiciária Federal em Teresina. Também foi determinado o bloqueio de bens imóveis e de ativos financeiros dos principais envolvidos.

Em nota, a Polícia Federal informou que esteve na manhã de hoje (30), cumpriu mandado busca e apreensão expedido pela Justiça Federal em investigação relacionada à operação Topique. A medida cautelar está sendo cumprida na Gerência de Tecnologia da Informação, setor de informática da Seduc, no Centro Administrativo do Governo do Estado do Piauí, e tem a finalidade de recolher dados e arquivos de servidores públicos investigados pela prática de organização criminosa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e crimes de licitação.

No setor onde houve o cumprimento da ordem  judicial, funcionários trabalham normalmente. O Cidadeverde.com tentou falar com o secretário de Educação, Ellen Gera, que não recebeu a imprensa. Já a assessoria de comunicação da Seduc  negou a operação, mesmo com a confirmação da PF.

 

Municípios
Últimas notícias
Banner lateral interna posição 3
Mais lidas
Adsense lateral interna posição 5