Justiça

Ciro perde na Justiça do DF para Wellington Raulino. Apresentador continua chamando senador de bandido

A decisão da juíza foi tomada no último dia 21 de outubro

26/10/2019 12h41
Por: Redação Portal SRN
Fonte: Portal Az

A juíza Marília de Ávila e Silva Sampaio, do 6º Juizado Especial Cível de Brasília, no Distrito Federal, inocentou o apresentador Wellington Raulino, da TV Tropical, no processo movido pelo senador Ciro Nogueira.

Ciro acusou Raulino de ter ofendido sua honra pelos adjetivos usados em seu programa, chamando-o de picareta, ladrão do dinheiro público e chefe de organização criminosa. 

A juíza Marília de Ávila e Silva Sampaio considerou que Raulino está no direito do exercício da liberdade de imprensa. A decisão da juíza foi tomada no último dia 21 de outubro. 

Ao ler em seu programa a decisão da justiça Brasiliense Wellington Raulino insistiu em qualificar Ciro Nogueira com os mesmos adjetivos e advertindo a população que o senador e os que pensam como ele não podem continuar roubando dinheiro público querendo afrontar a todos.   

“Mais uma autoridade do Piauí perdeu para essa televisão que foi o todo poderoso Senador da República, Ciro Nogueira, que é um dos maiores picaretas da história da política do Piauí. Esse homem quer ser governador do Piauí tem um rastro de sujeira e corrupção. Ele me obrigou ir até Brasília para responder esse processo. Fiquei cara a cara com o senhor e disse que estava disposto a repetir tudo que eu havia dito nesse programa, que o senhor é desonesto, picareta envolvido até o gogó nessa operação Lava Jato e em muitas outras. Onde tem picaretagem, está lá o nome do senador Ciro Nogueira, que dia e noite a polícia federal fica pulando em muro para ir buscar documento na casa dele em Teresina e em Brasília e a gente fala desse picareta e ele se sente ofendido. Então Senador vamos acabar de querer ameaçar as pessoas de processo se achando a cima da lei”, declarou o apresentador Raulino durante o seu programa na TV Tropical.

Na sua maneira de tentar intimidar os jornalistas, o senador Ciro Nogueira processou Arimatéia Azevedo, no juizado de Brasília e, como o jornalista não pôde comparecer, foi condenado na ação. 

Ciro tem repetido aos amigos que contra Arimatéia Azevedo e Wellington Raulino são mais dez ações “para eles aprenderem a respeitar quem tem poder”, segundo se vangloria entre os companheiros.

Municípios
Últimas notícias
Banner lateral interna posição 3
Mais lidas
Adsense lateral interna posição 5