Energia

Conta de luz terá bandeira vermelha no mês de novembro, diz Aneel

Em outubro, estava em vigor a bandeira amarela, com acréscimo de R$ 1,50 nas contas.

25/10/2019 18h50
Por: Redação Portal SRN

As contas de luz em novembro virão com bandeira vermelha patamar 1, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta sexta-feira, 25. Isso significa que as contas virão com uma cobrança extra de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora consumidos (kWh). Em outubro, estava em vigor a bandeira amarela, com acréscimo de R$ 1,50 nas contas.

Em nota, a agência diz que o aumento da cobrança se deve ao regime de chuvas abaixo do padrão histórico nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). “A previsão hidrológica para o mês também aponta vazões afluentes aos principais reservatórios abaixo da média, o que repercute diretamente na capacidade de produção das hidrelétricas, elevando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF)”, afirma.

O sistema de bandeiras tarifárias indica o custo da energia gerada e são anunciadas mês a mês – a bandeira que vigorará dezembro será anunciada em 29 de novembro.

Nesta semana, a diretoria da Aneel aprovou uma mudança nas regras da bandeira tarifária, para retirar o critério de arredondamento da taxa adicional cobrada com o acionamento das bandeiras amarela e vermelha.

No sistema de bandeiras tarifárias, a verde indica que as condições de geração de energia são positivas e que não há acréscimo na cobrança. Com a bandeira amarela, tais condições são menos favoráveis e a taxa é de R$ 1,343 – até o mês passado, era de R$ 1,50. A bandeira vermelha, o mais severo dos casos, tem dois níveis: o primeiro é de R$ 4,169, antes era de R$ 4,00, e o segundo, de R$ 6,243, contra os R$ 6,00 anteriores.

Municípios
Últimas notícias
Banner lateral interna posição 3
Mais lidas
Adsense lateral interna posição 5