Quarta, 03 de Março de 2021 15:39
86 98195-2377
Piauí Débitos

APPM tem contas bloqueadas pela Justiça por dívidas trabalhistas

De acordo com o presidente da APPM, os débitos deixados pela última gestão têm sido um dos principais entraves da nova gestão.

22/02/2021 13h07
Por: Weslley Moreira - (86) 98195 2377 Fonte: Portal O Dia
Foto: Assis Fernandes/O Dia
Foto: Assis Fernandes/O Dia

Em entrevista ao O Dia News, o presidente da Associação Piauiense dos Municípios (APPM),Paulo Cesár (Progressistas), prefeito de Francinópolis, revelou que a associação teve suas contas bloqueadas pela Justiça devido a denúncias trabalhistas. De acordo com ele, os débitos deixados pela última gestão têm sido um dos principais entraves da sua gestão, iniciada no dia 10 de janeiro deste ano.

Paulo Cesár destacou ainda que, além dos débitos trabalhistas, a APPM também possui cerca de R$ 3,5 milhões em débitos previdenciários. "Estamos tentando resolver essa questão com o Ministério do Trabalho, inclusive as contas que estão bloqueadas por conta de duas reclamações trabalhistas, mas estamos buscando resolver para dar à APPM aquilo que prometemos na campanha, que é um perfil técnico e menos político. Queremos dar aos gestores aquilo que eles buscam quando vem à APPM, que é um apoio técnico", afirma.

Há quase 45 dias à frente da Associação Piauiense dos Municípios, o novo presidente reafirma o trabalho que está sendo desenvolvido desde o início da sua gestão. Entre as prioridades, estão também as contratações. Segundo ele, tendo em vista que a APPM é uma entidade de direito privada cuja principal receita é advinda de recurso público, oriundo das mensalidades pagas pelos municípios, essas contratações, precisam passar por processo licitatório, o que demanda tempo.

"Por ser recurso público, devemos licitar, então estamos na parte de licitação para contratações, é uma parte interna e demorada e isso inviabilizou a aplicação na atividade fim da APPM. Vamos resolver a questão interna, a parte de contratação, para depois potencializar a questão fim que é o apoio técnico aos municípios", declarou.

Recadastramento de servidores é concluído

O presidente da Associação Piauiense dos Municípios (APPM),Paulo Cesár (Progressistas), informou ao O DIA que o recadastramento dos servidores da associação foi concluído. O procedimento tinha como objetivo levantar o perfil dos servidores afim de melhorar a gestão interna da APPM.

"Existem vários servidores qualificados na APPM. Queremos aproveitar cada servidor na área que ele é especialista, queremos verificar a gestão interna, já temos em torno de 63 empregados. Como é uma entidade de direito privada, queremos mostrar e dizer para APPM qual é nossa forma de servidor, entendendo a atribuição e carga horária", finaliza o prefeito Paulo César.

 

 

 

Weslley Moreira
Sobre Weslley Moreira
Advogado, Editor e Fundador do Portal SRN. Conteúdo diverso!