Sábado, 27 de Fevereiro de 2021 11:49
86 98195-2377
Justiça Justiça

Equatorial pede ajuda ao MPPI para resolver ações de consumidores via conciliação

Núcleo de Práticas Autocompositivas e Restaurativas vai auxiliar nos acordos

24/01/2021 10h40
Por: Redação Fonte: MPPI
Imagem: reprodução
Imagem: reprodução

A Procuradoria-Geral de Justiça, Carmelina Moura reuniu em videoconferência integrantes da Equatorial e da Comissão para Ações Coordenadas e Integradas para discutir a solução de ações existentes contra a empresa com a atuação e auxílio do Núcleo de Práticas Autocompositivas e Restaurativas (NUPAR).

O objetivo é resolver, de forma célere, as demandas e uma melhor prestação do fornecimento de energia elétrica no Estado do Piauí.

“Nos colocamos à disposição para ouvir, pontuar assuntos relevantes e queremos construir soluções para dar um retorno à sociedade que precisa de um fornecimento de energia de qualidade”, pontua a chefe da instituição.

Entre as comarcas que a Equatorial solicita o apoio do NUPAR, estão Gilbués, Paulistana, Canto do Buriti, São Raimundo Nonato, Corrente e Luís Correia.

O gerente jurídico da empresa, Windsor Santos, destacou que o perfil conciliatório é uma prática que está sendo desenvolvida e que já apresenta resultados positivos. “A quantidade de ações já solucionadas através da conciliação é relevante e inúmeras melhorias serão possíveis com o apoio do Ministério Público”, destaca Santos.

Os promotores de Justiça que participaram da reunião expuseram as principais dificuldades da população que chegam até eles.

Haverá uma nova reunião no dia 5 de fevereiro para tratar sobre o Plano de Trabalho da Equatorial para o Piauí em 2021 e sobre a compensação de danos aos consumidores.

Weslley Moreira
Sobre Weslley Moreira
Advogado, Editor e Fundador do Portal SRN. Conteúdo diverso!