Quinta, 01 de Outubro de 2020 17:13
86 98195-2377
Política Política

Site do MPF é usado politicamente em São Raimundo Nonato, diz jornalista

Campanha à reeleição da prefeita Carmelita Castro usa print de denúncia como prova e divulgação política

04/09/2020 10h25 Atualizada há 4 semanas
Por: Conteúdo enviado ao Portal SRN Fonte: André Pessoa, do Portal AZ

A Justiça Eleitoral ainda nem homologou as candidaturas para prefeitos e vereadores nas próximas eleições de 15 de novembro, mas no interior do Piauí, como no restante do país, as campanhas eleitorais já estão a pleno vapor, sem controle, sem nenhuma fiscalização por parte do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí. As informações são do Portal AZ.

No município de São Raimundo Nonato (525 km de Teresina), até mesmo a imagem e o nome do Ministério Público Federal (MPF), entraram na campanha sem ao menos serem alertados. Correligionários da atual prefeita da cidade, Carmelita de Castro Silva (Progressistas), acessaram a página virtual do órgão e fizeram “denúncias” contra o ex-prefeito do município.

Site do MPF é usado politicamente em São Raimundo Nonato (Foto: divulgação)

Até aí tudo dentro das regras, afinal a página on-line do MPF foi criada exatamente para que o cidadão tenha acesso ao órgão ministerial para fazer consultas ou denúncias. O crime ou irregularidade começa quando, sem julgamento ou análise do MPF, esse instrumento é utilizado politicamente. 

O ex-prefeito deixou o cargo na prefeitura de São Raimundo Nonato no dia 31 de dezembro de 2016. De lá para cá o município é administrado pela prefeita Carmelita Castro que tenta a reeleição nas próximas eleições. Mesmo assim, isso não isenta o ex-prefeito de suas responsabilidades, no entanto, é, no mínimo antiético esperar quase 4 anos, faltando apenas alguns meses para o pleito eleitoral, para fazer denúncias e, pior, utilizar o seu mero registro como arma política com divulgação em massa utilizando, inclusive, recursos públicos. 

Comandante

Em quase todos os grupos de WhatsApp em São Raimundo Nonato aparece um usuário que se identifica pela alcunha de “Comandante”, utilizando o número 89 - 9.8814.9146. Comenta-se aos quatro cantos da cidade que se trata de um perfil fake criado especificamente para ataques políticos.

Dois correligionários da atual prefeita, ambos ocupantes de cargos de confiança na atual gestão Carmelita Castro são suspeitos de alimentar as fake news. Um deles inclusive trabalha como assessora de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde do município que ultrapassou mais de 1.000 casos positivos de Covid. 

Dois pesos e duas medidas 

Interessante notar que o principal site de jornalismo de São Raimundo Nonato, o PORTALSRN com mais de duas décadas de existência, publicou matéria afirmando que o Procurador Leonardo Travizani Caberlon, do Ministério Público Federal (MPF-PI), no município de São Raimundo Nonato, está em mãos, desde o início de 2019, com uma denúncia contra a prefeita Carmelita Castro (Progressistas) por possíveis atos de improbidade administrativa. 

O Inquérito Civil está na 5ª Câmara que combate à corrupção e 1ª Câmara que trata dos direitos sociais e atos administrativos. A última movimentação recebida pelo setor jurídico do MPF/PI foi dia 13 de agosto de 2020.