Terça, 27 de Outubro de 2020 17:33
86 98195-2377
Notícias dos Colunistas Eleições em Pauta

Portal Eleições Limpas é lançado

Ferramenta checa a idoneidade de fornecedores e prestadores de serviço.

05/07/2020 10h34
Por: Weslley Moreira Fonte: Portal SRN
Imagem: reprodução
Imagem: reprodução
Foi lançado oficialmente na última quarta-feira o Portal Eleições Limpas 2020, ferramenta tecnológica à disposição dos partidos políticos, dos candidatos, das autoridades e dos demais atores do processo eleitoral para a checagem da idoneidade de fornecedores e prestadores de serviço contratados pelas campanhas. O portal, a partir da simples digitação do CNPJ ou do CPF, varre os bancos de dados e apresenta em uma única tela os dados relativos à pessoa jurídica ou pessoa física do objeto da pesquisa.
 
"Esse portal vai nos trazer a tão importante transparência", declarou o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, que presidiu a solenidade realizada pela plataforma Teams. Em seu discurso, Sarrubbo ressaltou que as "eleições são de fato o momento em que se reafirma a democracia representativa no Brasil". Para ele, o pleito pode ajudar na superação de "qualquer movimento que venha contra o Estado Democrático de Direito". O PGJ destacou três pontos que, em seu entendimento, são primordiais para que ocorram eleições limpas de fato: combate às fake news, candidaturas femininas efetivas e uma relação idônea entre as legendas e seus fornecedores. "Convido a todas as agremiações que façam a adesão a essa iniciativa", disse Sarrubbo.
 
O procurador regional eleitoral, Sérgio Medeiros, elogiou a iniciativa. Para ele, usando essa ferramenta, os partidos vão ter muito menos problemas. Em sua exposição, o promotor da 1ª Zona Eleitoral, Fábio Bechara, comentou que o portal pode ser utilizado pelos membros do Ministério Público de todo o Brasil. Ele destacou que o portal "só foi possível porque muitas mãos e muitas cabeças se engajaram e se envolveram."
 
Na opinião do secretário especial de Assuntos Eleitorais do MPSP, Luiz Fernando Rodrigues Pinto Junior, o portal auxilia na lisura do pleito, já que "a rejeição das contas aponta para a anulação do resultado". Já a corregedora-geral do MPSP, Tereza Exner, viu na inovação um movimento a favor de "duas frentes cruciais: a transparência e o controle social".
 
O vice-presidente do TRE, Paulo Galizia, também elogiou o projeto. "Isso facilitará o processo de prestação de contas", afirmou Galizia. "A OAB estará ao lado do Ministério Público para que juntos possamos defender a transparência", declarou o presidente da seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, Caio Augusto dos Santos.
 
O diretor da Escola Superior do MPSP, Paulo Sérgio de Oliveira e Costa, informou que a Escola lançou um curso à distância sobre eleições, mostrando que o tema é prioridade para o MPSP. "É mais uma ferramenta em prol da democracia", constatou o presidente da Associação Paulista do Ministério Público, Paulo Penteado.
Eleições em Pauta
Sobre Eleições em Pauta
Tudo que acontece nas eleições