Domingo, 12 de Julho de 2020 06:52
86 98195-2377
Polícia Precatórios

Piauí: polícia cumpre mandados contra golpe do falso precatório

Nesta segunda fase da Op. Precatório estão sendo cumpridos 20 mandados judiciais. Grupo se passava por desembargadores e auditores de Tribunais para aplicar golpe.

17/06/2020 09h01
Por: Redação Fonte: O Dia
Foto: Divulgação/Polícia Civil do Piauí
Foto: Divulgação/Polícia Civil do Piauí

A Polícia Civil do Piauí e do Ceará deflagrou nesta quarta-feira (17) a segunda fase da Operação Precatório, que visa combater crime de estelionato e golpes financeiros praticados contra moradores dos 27 estados brasileiros por criminosos que se passavam por desembargadores e auditores fiscais dos Tribunais de Justiça do país.  Estão sendo cumpridos aproximadamente 20 mandados judiciais, sendo que 11 deles são de prisão.

Asinvestigações que culminaram na operação se iniciaram em janeiro deste ano e em março, a polícia deflagrou a primeira fase da ação. Com apoio das Polícias Civis do Ceará, do Distrito Federal e de Santa Catarina, foram cumpridos 13 mandados de prisão na primeira fase da operação, que visava combater o braço financeiro da organização criminosa, ou seja, quem recebia o dinheiro do golpe e fazia as movimentações financeiras.

“Nesta segunda fase, estamos combatendo a coordenação dessa organização criminosa, quem aplica o golpe por telefone, quem coordena os golpes praticados por esses investigados. Essa organização atuou em quase todos os estados da federação fazendo mais de mil vítimas entre vítimas tentadas e consumadas. É uma importante operação encabeçada pela Polícia Civil do Piauí com apoio das polícias civis de outros estados”, explicou o delegado Matheus Zanatta, gerente de polícia especializada do Piauí.

Entenda a ação

A Operação Precatório visa basicamente investigar crimes de estelionato praticados por golpistas que se passam por desembargadores e auditores doe Tribunais de Justiça em todo o Brasil. Segundo a polícia, os suspeitos fingem ser autoridades públicas para passar informações falsas às vítimas sobre o recebimento de precatórios judiciais.

Precatórios são uma forma do ente público fazer o pagamento devido a alguém que move uma ação judicial. Os investigados basicamente verificavam a lista de pessoas habilitadas a receber precatórios nos sites dos tribunais e aplicavam os golpes induzindo as vítimas a fazerem um pagamento antecipado para poder receber os valores devidos pelo poder público.

Quem deu mais detalhes da ação foi o delegado Yan Brayner, que coordenou as investigações no Piauí: “Esses golpistas ligavam para as vítimas se passando por servidores públicos e forneciam o contato telefônico de outro estelionatário que eles identificavam como desembargadores de diferentes tribunais do Brasil. Em seguida, quando as vítimas entravam em contato com estes falsos desembargadores, era lhes cobrado uma taxa cartorária cujo variava a depender do valor do precatório que cada vítima tinha a receber”.

São Raimundo Nonato - PI
Atualizado às 06h45 - Fonte: Climatempo
20°
Poucas nuvens

Mín. 20° Máx. 30°

20° Sensação
30.9 km/h Vento
69.4% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (13/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Terça (14/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens